quinta-feira, 3 de março de 2011

Trabalho com música: Revolução Industrial.


Mais uma atividade envolvendo análise de paródia.
Esse tema, Revolução Industrial, já foi tratado aqui no blog, postado em forma de esquema e exercícios.
Agora uma proposta de abordagem diferente, que pode ser unida ao que já foi publicado ou a outras ideias do professor(a) que for estudar o assunto com a turma da 8ª série.

Abaixo colocarei a letra e áudio para apreciação e download.


REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
Música: Luar do Sertão

PARTE I
Artesanato foi embora.
E hoje é só a indústria que vigora.
Eu sei que o povo que trabalha sempre chora de ter tanta exploração e sofrimento.

PARTE II
A Inglaterra foi o berço da indústria
Por que lá a burguesia começou a acumular.
O proletário já nasceu sofrendo muito.
Trabalhar de sol a sol, só para poder se alimentar.

REPETE PARTE I

BIS
Não sou, ô gente, oh não.
Dono dos meios de produção.

PARTE II
A Inglaterra foi o berço da indústria
Por que lá a burguesia começou a acumular.
O proletário já nasceu sofrendo muito.
Trabalhar de sol a sol, só para poder se alimentar.

PARTE I
Artesanato foi embora.
E hoje é só a indústria que vigora.
Eu sei que o povo que trabalha sempre chora de ter tanta exploração e sofrimento.



Download música: aqui.

 

Proposta de exercício:
1)Observe a letra da música discutida em sala de aula e destaque o trecho onde apresenta uma das causas para o pioneirismo da Inglaterra na Revolução Industrial.
2)Pesquise e explique o que são os meios de produção.
3)Explique o que quer dizer a parte da música: "Artesanato foi embora e hoje é só a indústria que vigora."

Essa atividade é apenas sugestão, a análise da música fica livre.

15 comentários:

  1. Olá professora amei essa atividade abordando a revolução industrial. Queria saber como posso obter essa paródia. Gostei muito. Parabéns!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário Leidiane. A letra e a música dessa paródia estão disponíveis p/ download no próprio post (é só clicar nos links).

      Excluir
  2. Obrigada pelo comentário Leidiane. A letra e a música dessa paródia estão disponíveis p/ download no próprio post (é só clicar nos links).

    ResponderExcluir
  3. Olá Janaína estou explorando seu blog estou amando, sou iniciante nessa onda de blog, e desejo inserir meus alunos nessa interação tão gostosa e gratificante ao aprendizado. Estou trabalhando a Revolução Industrial e estava ansiosa por algo diferente ao livro didático e esta paródia é fantastica. Inserir ela no meu blog, mas informei a fonte. Pois iniciei um trabalho com meus alunos através desse blog.
    Obrigada!!! e até mais....

    ResponderExcluir
  4. Parabens pelo blog!
    Estou usando esta paródia nas minhas turmas desde o ano passado e também coloquei no meu blog (www.profhistoria.com)
    Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Prof. Carlos. Quando tiver mais tempo, postarei outras paródias que tenho (que tb NÃO são minhas). Gostei muito do seu blog e das outras paródias publicadas nele.

      Excluir
    2. Meu blog ainda está em construção, como você sabe é difícil ter tempo em nossa profissão...
      Seguindo seu blog
      abs

      Excluir
  5. leiam o trecho da musica que eu fiz da roça pra cidade o povo saiu porque na cidade um trabalho conseguiu o povo dava o sangue pro lucro do padrao trabalhos pesados eram feitos a mao o povo tava cansado de tanto trabalhar 16hs por dia era de se esaustar as maquinas entraram o povo saiu cade o trabalho que o povo conseguiu

    ResponderExcluir
  6. Em tempos atuais onde a tecnologia, quando péssimamente usada, interfere maciçamente nas relações humanas obstruindo a compreensão sobre o outro e o entendimento e a fé em nossos próprios sentimentos, penso ser através do uso das artes o caminho germinal para revolucionarmos a educação deste nosso país. A música, o teatro, a pintura e o cinema estão dentro das aulas de História que eu leciono. E não querendo me prolongar nas obviedades extremamente positivas de se utilizar tais recursos no ensinar, venho parabenizar o seu trabalho aqui posto e de alguma maneira incentivá-la a continuar pois a função do mestre é mostrar os caminhos e as possibilidades para os aprendizes compreenderem o maior bem que o Homem pode alcançar, o amor! Ou como diz brilhantemente Los Hermanos na poética música "Último Romance": "...TER FÉ E VER CORAGEM NO AMOR..." - Este é o nosso trabalho! Parabéns Janaína!

    ResponderExcluir
  7. Respostas
    1. É pq o 4shared excluiu minha conta e ainda não passei p/ outro aramzenador, mas se vc quiser pode deixar seu email aqui q eu envio a música.

      Excluir
  8. Primeiramente quero te parabenizar pela capacidade de transformar em música temas tão complexos. Através da música você consegue transformar a aula bem mais suave de se aplicar e os alunos com mais facilidade de aprender. Meu nome é Marilí Ogliari, faço Licenciatura em História, estou estagiando na Escola Municipal Paulina Wagner de Blumenau, e vou ministrar cinco (5) aulas sobre Segunda Revolução Industrial. Adoraria ter a música para trabalhar com os alunos e fazer uma aula mais dinâmica. Já tenho a letra. Será que você poderia me mandar por email por gentileza. Meu email é ogliarimarili1@hotmail.com

    ResponderExcluir
  9. Na realidade essa paródia faz uso de duas canções (Felicidade - Caetano Veloso) que a maior parte da paródia e a toada Luar do Sertão de Catulo da Paixão Cearense mas hoje em dia se dá crédito da melodia a João Pernambuco.
    Ficou muito bacana.
    Parabéns

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Lembre-se que ele passará pela minha moderação antes de ser publicado, então escreva realmente o que tiver relação com o post, mas sempre expressando sua opinião. Lembre-se também de se identificar, para que eu possa responder seu comentário. Comentários sem identificação não serão aceitos. Use a opção: Nome/URL para se identificar (esse URL pode ser o seu endereço de alguma rede social: Twitter, Facebook, Orkut, etc). Fica a dica.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails